Cemitério Colônia

Cemitério Colônia

Cemitério da Colônia

Cemitério  Colônia

O Cemitério Colônia, foi fundado em 1844, e construído através de doação de um terreno por D. Pedro I para 200 colonos alemães que ali se instalaram em 1827.

Fora planejado para suprir as necessidades de alemães luteranos, que não possuíam locais apropriados para sepultamentos, visto que na atual época os enterros eram realizados nas igrejas católicas, em criptas internas ou no terreno ao seu redor.

Sem apoio do governo durante a 2° Guerra Mundial, acabou sendo desativado por falta de recursos, e em 1996 sofreu total desativação.

Ao longo desses anos todos várias peças de artistas renomados da época como Victor Brecheret e Luigi Brizolara acabaram desaparecendo. Foi restaurado em 2000, através de iniciativas de associações locais, sempre mantendo o padrão dos túmulos do inicio do século XIX. Além da restauração da parte histórica, fora construída uma nova ala para sepultamentos, já contando com mais de 90 sepultamentos.

O Cemitério Colônia (1844) é o mais antigo da cidade, seguido pelo Cemitério da Consolação, inaugurado em 1858.

Em 1970, este Campo Santo foi protegido pela legislação de zoneamento e no ano de 2004 foi indicado à categoria de Zona Especial de Preservação Cultural (ZEPEC)

 

Localização 

Cemitério da Colônia

Cemitério da Colônia

Situado no extremo Sul da Cidade de São Paulo, no bairro de Parelheiros, em local privilegiado, junto a uma enorme reserva florestal, esta necrópole conta com enorme espaço verde ao seu redor, o que a torna um local agradável, com muita integração com a natureza. Apesar de ter origem alemã, o Cemitério Colônia localiza-se em uma rua com nome japonês: R. Sachio Nakau, 28.

Próximo ao Cemitério de Parelheiros.

 

 

 

 

Curiosidades

Cemitério da Colônia

Cemitério da Colônia

É a Necrópole mais antiga de São Paulo, um museu a céu aberto, e muito arborizada, em quase sua totalidade na parte antiga os túmulos são com lápides de mármore e cabeceiras altas a parte nova já é no estilo parque, abaixo da terra com placas de identificação. É uma necrópole para se contemplar o verde e a natureza, e muita história, local de muita paz de espírito.

Durante o tempo em que o Cemitério Colônia ficou abandonado, um homem, também de descendência alemã, cuidou da Necrópole. Ficou anos por lá cuidando das lápides até que morreu e ganhou uma sepultura especial .

 

 

Como chegar ao Cemitério Colônia

Com Condução Própria

O melhor caminho para se chegar até o Cemitério da Colônia, seria pela Av. Sen. Teotônio Vilela até o fim e pegar a Av Sadamu Inoue já em Parelheiros, até alcançar o Campo Santo.

Linhas de ônibus

CEMITÉRIO DE COLÔNIA
(Rua Sachio Nakao, 28)

6073 Jd. Santa Terezinha - Term. Varginha
6L05 Barragem - Term. Parelheiros
6L05/21 Cidade Nova América - Terminal Parelheiros
6L06 Colônia - Term. Parelheiros

 

Administrado pela ACEMPRO

Cemitério da Colônia

Cemitério da Colônia

O Cemitério Colônia é mantido pelo Grupo ACEMPRO (Associação Cemitério Protestante). O Grupo mantém mais outros 4 cemitérios na Grande São Paulo, são eles: Cemitérios dos Protestantes, Cemitério da Paz, Cemitério Redentor e Cemitério Horto da paz.

A Associação Cemitério dos Protestantes - ACEMPRO foi criada em 1844 por luteranos de origem alemã e posteriormente contou com importante colaboração de anglicanos e presbiterianos

 

 

Telefones:

(11) 5921-9808 / 5921-4587

Endereços:

Cemitério Colônia

R. Sachio Nakau, 28.
Parelheiros
São Paulo - SP

Administração / Acempro

11 3739-3056

Horário de Funcionamento:

Todos os dias: das 8h às 17h

Veja o Site do Cemitério:
www.acempro.com.br

Fotos

 

Summary
Reviewer
Cemitério Colônia
Review Date
Reviewed Item
Cemitério Colônia
Author Rating
4

 

 

Escreva uma Homenagem ao seu Ente Querido!
E se este site foi útil para você
Deixe seu comentário!
Ele será muito importante para nós!

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Nome*

Email*

Website

Comentários